BEHIND the DAY

O valor da tradição e da intemporalidade

Casa das Torres de Oliveira | Turismo de Habitação

Vídeo por Nuno Miguel & Cheezy Ramalho

Um dia no Douro a viver a experiência da Casa das Torres de Oliveira…

Convidados pela família Girão fomos à descoberta deste Turismo de Habitação. Fizemo-nos à estrada logo pela manhã, os rapazes pouco depois de 100 kms feitos, adormeceram. Era muito cedo e o dia ainda estava apenas a começar, íamos à descoberta do Douro. Íamos à procura de boas fotografias, de bons ângulos e de boa luz para captar a Casa na sua essência. Sabia que o Douro era lindo, mas não sabia bem o que nos esperava.

Percorridos mais de 400 kms de carro, e com a chegada ao destino tive a sensação que tínhamos entrado numa outra era, num outro mundo. Apesar de todo o trabalho que ainda teríamos pela frente, fomos envolvidos por uma tranquilidade quando passámos no portão da Casa das Torres de Oliveira. Acredito poder falar pela equipa e dizer que em todos os seus aspectos esta casa familiar nos deslumbrou a todos: pela sua calma, pelos seus quartos únicos, as condições de estadia, a piscina com uma vista de perder o horizonte para as tão distintas vinhas do Douro. Não deixando de mencionar tanto a Sónia como o Sr. Armando que tornaram esta viagem ainda mais simpática e acolhedora pela forma como nos receberam.

Há tanto coisa que gostaria de escrever e contar, mas falemos um pouco da Casa…

No anos 80, o Dr. José António Girão, médico em Lisboa, decidiu que era importante dar mais vida à Quinta que tinha recebido de herança e manter a tradição familiar que permanecia na família desde 1740, data em que a casa foi construída pelo Dr. José António Sousa Faria.

Com obras profundas que mantiveram toda a estrutura singular do solar, onde impera a tradição, a harmonia e o lado emocional, no início da década de 90 o então médico finalizou as obras e o Solar ganha uma nova vida e passa a ser uma excelência no turismo de habitação.

Hoje em dia, gerida pelos seus quatro filhos que pretendem manter viva e dar continuação ao esforço, dedicação e herança do falecido pai é uma das mais interessantes e requisitadas Quintas do Douro.

A verdade é que a poucos kms da Régua vivemos a fantástica oportunidade de mergulhar num passado, numa herança familiar com mais de 270 anos e de nos deslumbrarmos com a intemporalidade da Casa das Torres de Oliveira que merece ser visitada e revisitada sempre que haja oportunidade.

Além da Casa não poderíamos deixar de falar dos vinhos que António Girão, filho, produz e desenvolve nos hectares da Quinta. Veja aqui a entrevista com o produtor dos conceituados vinhos das marcas Sedinhas e Consensual.

www.casatorresoliveira.com
www.facebook.com/CasaDasTorresDeOliveiraTurismoDeHabitacao

Fotografia por Shaun Michael