BEHIND the LIFESTYLE

Criar relações em torno de jóias

Ana Sales Jewelry

“É muito bom sentirmos que criámos a nossa marca do zero. É óptimo chegar à oficina e sentir que é nossa, que é fruto do nosso trabalho de anos.
Conseguir viver da joalharia é para mim, sem dúvida, um objetivo superado.

Q & A

Entrevista por Maria Ana Marques

Fomos até à Baixa conhecer a Ana Sales, responsável e designer de jóias da marca Ana Sales Jewelry. A marca nasceu da vontade desta jovem começar a recriar em casa o que aprendia no curso de joalharia. “Não pensava propriamente na dimensão que queria atingir, começou por ser muito simples, quase uma brincadeira, e foi crescendo comigo”.

Para a Ana saber que a sua marca é reconhecida, é verdadeiramente satisfatório. “ver alguém que não conheço a usar uma peça minha é super gratificante. Quero criar peças que vão estar presentes na vida, no dia-a-dia das pessoas e fazer com estas se sintam especiais”.

Quando questionada sobre qual o maior desafio com que se deparou até hoje responde prontamente e com um simpático sorriso na cara, “acho que o maior desafio é fazermo-nos conhecer ao público. É verdadeiramente chegar cá fora.”

LER REPORTAGEM COMPLETA

1. Em que momento decidiste que era este o caminho que querias seguir profissionalmente?
Esta ideia também não se materializou num momento. À medida que o investimento na joalharia foi crescendo e os passos que dei foram sendo cada vez maiores, outras ideias e interesses foram ficando pelo caminho. Antes assustava-me a ideia de fazer o mesmo para o resto da vida, agora já não imagino fazer outra coisa.

2. Como é um dia típico da Ana?
Chego ao atelier todos os dias por volta das 10h, preparo a oficina, confirmo encomendas e e-mails, e sento-me à bancada. A partir daqui depende do trabalho do dia… ou acabo encomendas, ou trabalho em peças novas para alguma coleção. A hora de saída é tão variável como o tempo… Há dias em que saio por volta das 17h, há dias em que às 20h ainda estou a acabar uma peça.

3. Quais são as tuas principais inspirações?
Inspiro-me muito na Natureza. É sem dúvida uma fonte sem fim que tento aproveitar ao máximo. As minhas viagens são também sempre um mote para novas peças, ou até novas coleções. Tenho também a coleção HERA que nasceu de umas peças da minha bisavó. Adoro encontrar em casa, na história da família, ideias e inspirações.

4. Onde podemos encontrar a marca Ana Sales Jewelry?
Tenho uma loja online (anasalesjewelry.madefreshly.com), e tenho peças expostas nas lojas Sarmento, Ousadias, Boutique Del Rio e Cravo|Canela. Também recebo no atelier na Baixa.

5. Como e quando lanças coleções?
Nunca quis criar coleções sazonais, a joalharia deve ser na minha opinião, transversal ao ano todo, e durar para toda a vida. Crio coleções quando alguma coisa me inspira a criá-las, e nunca as acabo, vão crescendo sempre, independentemente de terem nascido este ano, ou há quatro anos. Ainda não abandonei nenhuma coleção.

6. O que o público pode esperar da tua próxima coleção?
A minha próxima coleção vai ser fresca, ter muita praia, muito verde, e alguns corais.

7. Que conselho darias a alguém que está interessado em seguir o/a mesmo/a caminho/profissão que tu?
Que não desista por sentir que não evolui! O inicio é o pior, quando não estamos à vontade com as ferramentas, quando não sabemos onde encontrar os materiais, quando temos medo de estragar o trabalho… É um caminho demorado mas ao fim de um tempo sentimo-nos em casa.

8. Que tipo de jóias é que os teus clientes mais procuram?
Procuram jóias versáteis. Hoje em dia as mulheres trabalham, têm uma vida muito activa… As minhas clientes procuram jóias que se adequem à sua vida, que possam usar todos os dias, mas que cheguem ao fim de semana e possam usar para uma festa ou um jantar mais formal. Procuram jóias modernas, românticas. Por outro lado, também crio peças especiais, à medida e ao gosto dos clientes

9. O que ambicionas fazer num futuro próximo?
O meu objetivo para breve passa por ter mais pontos de venda. Outra ambição que espero concretizar este ano é criar um catálogo.

10. Como te imaginas daqui a 10 anos?
Daqui a 10 anos gostaria de estar a fazer o mesmo. Numa escala maior, provavelmente com mais pessoas a trabalhar comigo. Gosto muito do que faço, não quero perder o trabalho de oficina, nem o contacto mais pessoal com os clientes, mas desejo sem dúvida crescer como marca.

11. Qual o teu conceito de sucesso?
Conseguir viver muito feliz a trabalhar no que gosto, com a sensação de que cada dia a marca está melhor e maior.

12. Como descreverias o teu projecto junto dos outros?
É moderno, feminino e romântico, para um momento especial e para todos os dias.

www.anasalesjewelry.madefreshly.com
www.facebook.com/anasallesjoalharia


Fotografia por Pedro Lucas