BEHIND the LIFESTYLE

Na garagem com os sonhos e as mãos no bodysurf

FLM Surfboards

“A FLM Surfboards enlaça cooperação e dedicação, promete equipamento de qualidade e 100%
feito à mão… Mas isto, no entanto é só o início da história deste grupo de amigos.

Fotografia por Pedro Lucas

Q & A

Entrevista por Maria Ana Marques

Talvez o bodysurf, desporto que utiliza o corpo como veículo, para deslizar nas ondas, apenas com barbatanas e uma pequena prancha de mão, a handplane, tenha nascido no Havai, mas foi numa garagem em Lisboa que esta modalidade nos foi apresentada. Com curiosidade fomos descobrir a história da FLM Surfboards, uma equipa composta por quatro amigos que se uniram profissionalmente em prol de duas paixões, o mar e o bodysurf.

A história da FLM começou em 2009, quando o fundador Francisco Líbano Monteiro materializou a ideia de construir a sua própria prancha de surf. Em 2013 o sonho tornou-se realidade e já com o apoio da Teresa Bensaude (não surge na fotografia porque não podia estar presente na entrevista), do António Appleton e do António Cid Gonçalves foi desenvolvida a primeira handplane. Hoje em dia, podemos encontrá-los numa garagem/armazém com um amigo que tem uma escola de surf.

A qualidade de fabrico de cada handplane, o aumento de adeptos e curiosos pelo bodysurf e a concretização de um sonho em comum faz-nos acreditar que a FLM está no caminho certo para o sucesso, tanto em terra como no mar.

LER REPORTAGEM COMPLETA

1. Vamos lá, em que consiste a FLM Surfboards? O que vos distingue essencialmente?
A FLM Surfboards, nesta fase, dedica-se exclusivamente a produção de handplanes. Somos a única marca a produzir este produto em fibra de vidro com os padrões de tecido. Procuramos sempre que sejam únicos e ao gosto dos nossos clientes. Alguns tecidos são já conhecidos nacionalmente, sendo obtidos através de parcerias, como é o caso da Paez. São handplanes 100% handmade e tentamos usar ao máximo produtos portugueses. Já temos também os nossos atletas, experientes no mar e nas ondas (Filipe d’Avillez, Miguel Arrobas, Mariana Arrobas, David Bensaude e Martim Stilwell) que nos ajudam na divulgação da marca e no desenvolvimento da performance dos nossos handplanes.

2. Como é um dia típico da vossa equipa?
Todo o tempo livre que temos é dedicado ao desenvolvimento da FLM e na produção de handplanes. Discutimos muito as ideias e métodos, fazemos e refazemos até conseguirmos a qualidade e performance que procuramos. O António Appleton faz o shape, o Francisco faz o trabalho de laminação, o António Cid trata das nossas finanças e de estudar o mercado e as oportunidades e a Teresa fica encarregue do departamento de Design. Por vezes quando precisamos de um trabalho de pintura, o Zé Campos e Sousa, dá-nos uma mão.

3. Contém-nos uma estória que tenha ocorrido desde que fundaram a FLM Surfboards.
Em 2015 fomos convidados para dar o nome a uma das quatro etapas do primeiro Campeonato Nacional de Bodysurf – FLM Cascais Pro na praia do Guincho. Foi uma enorme oportunidade e uma grande honra. Estávamos a estudar e não tínhamos muito dinheiro para investir num evento destes, o que tornou a decisão difícil. Porém, fizemos um plano e acreditando em todo os envolvidos aceitámos. Tivemos um apoio enorme da Paez e da Câmara de Cascais. Apesar do stress e da grande responsabilidade que tínhamos correu super bem. No final, sentimos que a missão foi cumprida mas com consciência de que tínhamos muito a melhorar. Foi um grande estímulo para nós enquanto equipa.

4. Qual foi o maior desafio até agora?
Foi sem dúvida a preparação do FLM Cascais Pro. Muito trabalho. Como estamos na fase inicial da empresa, a produção de handplanes e a disponibilidade financeira não são ainda como gostaríamos para este tipo de evento. Mas, com os apoios que já referimos e com esforço de cada um de nós, conseguimos avançar com o compromisso, e em conjunto com a organização da Alfarroba Amarela (organizadora do Campeonato Nacional de Bodysurf), alcançamos o sucesso neste evento. Para o ano estaremos melhor preparados e mais fortes!

5. O que mudou desde que entraram neste mercado? E o que consideram que se mantém?
O núcleo de bodysurf cresceu bastante e o nível dentro de água melhorou muito. Especialmente com o aparecimento do Campeonato Nacional. Acreditamos que tudo tem evoluído e melhorado. Notamos que cada vez mais gente se vai familiarizando com os handplanes. Mais pessoas pedem para experimentar pois já viram alguém a fazer Bodysurf ou vídeos e fotografias na internet.

6. Qual é o tipo de público que vos procura?
Todo o tipo, desde os mais novos aos mais velhos. No entanto nesta fase, como é um desporto que ainda não é muito popular, são mais as pessoas com alguma ligação a desportos náuticos (surf, bodyboard..) que nos tem encomendado handplanes. A nossa ideia é ter um produto muito versátil e de qualidade. Todos nós já fizemos “carreirinhas” quando éramos mais novos e os nossos handplanes permitem melhorar e ter mais estilo.

7. Qual a melhor parte do vosso trabalho?
Trabalhar com grandes amigos e ver o trabalho a melhorar a cada handplane. Por outro lado, ver a reacção das pessoas quando lhes entregamos o handplane! Um grande sorriso na cara! Nessa altura sentimos que valeu a pena e continuará de certeza a valer!

8. O que ambicionam fazer num futuro próximo?
Continuar a evoluir e a produzir mais, para neste verão termos uma projecção grande. Como temos falado e pensado: “Este é o ANO!”. Depois queremos continuar a planear e a definir metas cada vez mais ambiciosas.

9. Como se imaginam daqui a 10 anos?
Esperamos que a FLM continue a crescer através do esforço conjunto. Que possamos fazer também disto um estilo de vida, feliz, divertido e catapultando o bodysurf através dos nossos handplanes. Já tivemos algumas encomendas para fora de Portugal mas queremos trabalhar mais para conseguir produzir e aumentar o número de encomendas tanto para Portugal como para o estrangeiro.

10. Qual o vosso conceito de sucesso?
Ver toda a gente com um handplane FLM na mão. Queremos ser impulsionadores de um produto que volte a tirar as pessoas de casa para fazerem algo divertido com amigos e família no mar. Que este seja reconhecido como um produto de qualidade e muito divertido. O nosso maior sonho é poder viver deste negócio.

https://www.instagram.com/flm_surfboards/
https://www.facebook.com/FLM-Surfboards-308824352506226/