BEHIND the LIFESTYLE

O Espaço

Village Underground Lisboa

“O Village nestes dois anos tem superado as nossas expectativas, todos os dias são um desafio…
A verdade é que isto não é um emprego, é um projecto de vida.”

Q & A

Entrevista por Maria Ana Marques

Após ter estado a trabalhar em Londres no Village Underground, a Mariana Duarte Silva voltou para Portugal com a ambição e expectativa de criar algo distinto. Em 2011, a Câmara Municipal de Lisboa decidiu apoiar o Village Underground Lisboa e após a Carris sugerir este espaço à Mariana, o projecto começou a criar raízes na capital lisboeta.

Com uma estrutura original que utiliza contentores marítimos transformados em escritórios para co-workers e dois autocarros convertidos em cafetaria e sala de reuniões, o Village tornou-se um espaço de referência. Este centro cultural que opera como espaço de escritórios para a indústria criativa e onde se podem também realizar eventos conta com mais de 30 pessoas a trabalharem diariamente no local.

LER REPORTAGEM COMPLETA

1. O que ambicionas fazer num futuro próximo?
Para o ano queremos continuar a crescer, ter mais residentes. Mas temos também uma nova aposta: um armazém que está agora em obras e que vai ter como função servir de espaço de eventos, para marcas e continuarmos a fazer eventos culturais. Isto é a segunda fase da concretização do Village. Até aqui éramos só um espaço de eventos outdoor, daí estarmos a investir neste local com 150m2.

2. Como funciona o espaço de co-working?
Cada contentor tem quatro mesas e cada mesa tem um custo de 150€ (com direito a internet, electricidade e limpeza). Neste momento temos mais de 70% do espaço ocupado. Há uma rotatividade muito interessante, temos alguns artistas que vêm passar um/dois meses a Lisboa, em trabalho e acabam por ficar aqui connosco durante esse tempo.

3. O que têm em agenda até ao final do ano?
Agora em novembro temos a grande abertura do espaço indoor, depois a meio do mês temos uma festa privada para estrangeiros que já alugaram o espaço. Em dezembro começam as festas de natal das empresas e já temos alguns pedidos de reservas. Queremos manter um equilíbrio, para nós é importante fazer estes eventos corporativos mas nunca deixando de fazer os nossos eventos culturais e ter a nossa visão criativa.

4. Qual o teu conceito de sucesso?
Sucesso para mim é continuar a ter liberdade para criar, dentro dos valores em que acredito… Mas é também acordar e ter a tranquilidade saber que posso pagar os salários das pessoas que fazem com que este projecto continue a crescer.

5. Numa palavra o que é o Village Underground Lisboa?
Liberdade.

http://vulisboa.com/


Fotografia por Pedro Lucas