BEHIND the TABLE

Um restaurante onde as vaidades
ficam do lado de fora

El Bulo Social Club by Chakall

“O El Bulo, é um local sem parâmetros. Está tudo sempre em evolução. Hoje temos uma carta nova. Amanhã podemos ter outra. O nosso paladar e experiências são tão distintas que espero conseguir juntar isso tudo aqui.

Fotografia por Pedro Lucas

Q & A

Entrevista por Maria Ana Marques

O espaço não é novo, novíssimo, mas é bastante recente! Nasceu em Janeiro e tivemos a oportunidade não só de conhecer e experimentar o que tem para oferecer assim como de falar com o próprio Chakall.

Quem o visitar não espere um espaço digno de gala, não o é, nem o pretende ser. É um local onde nos sentimos confortáveis para colocar a conversa em dia com amigos. Um local onde se podem ir ver os jogos de futebol e reunir grupos maiores.  Com uma decoração incrivelmente descontraída que nos transporta, hoje, até à América Latina, tem de especial o facto de se distanciar do que está na moda, e estas barreiras são passadas com extremo bom gosto e sabor.

Localizado em Marvila, o local foi escolhido porque o próprio Chakall mora lá perto e porque sempre adorou os armazéns desta zona da cidade, “transformar tantos metros quadrados num local onde as pessoas se sentissem confortáveis e satisfeitas era essencial”.

Quando questionado sobre o que ambiciona fazer num futuro próximo responde que está em “Permanente evolução. Há liberdade na cozinha assim como na carta que apresentamos aos clientes. Está programado uma viagem à China para negociar a abertura de um novo restaurante, mais idêntico ao do de Berlim.”

LER REPORTAGEM COMPLETA

1. Quem é o Chakall?
Eu não gosto de falar mim. Parece-me errado.

2. Porque surgiu o interesse em abrir um restaurante próprio?
O primeiro restaurante próprio que abri foi em Berlim. Por ter corrido bem na Alemanha senti necessidade de ter algo perto de casa. Precisava de arriscar em algo que me motivasse e o El Bulo em poucos meses de existência tem conseguido isso.

3. O que se pode esperar do El Bulo?
É um espaço social, familiar e descontraído, sem pretensões absolutamente nenhumas. Aqui as pessoas vão comer bem, vão ter a possibilidade de ver jogos de futebol, concertos, stand-up comedy. Apetece-me fazer algo simples, honesto e com qualidade, quero que as pessoas venham aqui e se sintam confortáveis e no final das refeições se sintam inteiramente satisfeitas.

4. Porquê o nome de El Bulo?
Na Argentina, El Bulo quer dizer a minha casa de forma carinhosa.

5. Quais são as tuas principais inspirações?
A América Latina é a minha principal inspiração em tudo o que o faço. Porém, tudo o que acontece: todas as viagens, pessoas que conheço me inspiram naquilo que faço.

6. O que podemos esperar desta nova carta? (ver aqui)
Coisas óptimas.

7. Podes contar-nos uma história curiosa que tenha acontecido aqui?
No outro dia um cliente disse-me que queria um cocktail específico, deu-me praticamente a receita. Disse-lhe “venha fazê-lo, sem problema, para eu aprender.” Ele achou que eu estava a brincar mas depois percebeu que estava a falar sério e fez ele próprio o cocktail.

8. Quais têm sido os maiores desafios?
Tenho desafios todos os dias. Gerir um espaço deste género é um verdadeiro desafio.

9. Como é ser reconhecido pela maioria das pessoas e como lidas com as expectativas delas?
Preciso de ser honesto comigo próprio em primeiro lugar. Dou o melhor de mim por isso não gosto de ler o que escrevem sobre mim, sou verdadeiramente o meu pior crítico.

10. Como te imaginas daqui a 10 anos?
Na praia e retirado.

www.facebook.com/El-Bulo-Social-Club-by-Chakall-645563025575871