BEHIND the TABLE

Um amor inegável e memorável: Solar dos Presuntos

Solar dos Presuntos

“Não é fácil manter um restaurante desde 1974 com esta qualidade e com o nome sempre nos guias de Lisboa. Mas, sabemos que há coisas essenciais: colocar o restaurante e os clientes acima de todas as questões.”

Fotografia por Pedro Lucas

Q & A

Entrevista por Maria Ana Marques

No ano em que celebram 42 anos, fomos conhecer um dos mais importantes restaurantes e marcos de Lisboa, o Solar dos Presuntos. Para saber do que é feito e como tem evoluído conversámos com o fundador Evaristo Cardoso e o seu filho Pedro, responsável pela gestão do restaurante nos dias de hoje.

Localizado na Rua das Portas de Stº Antão, número 150, o casal Graça e Evaristo Cardoso com experiência na área da restauração e com força para arriscar no seu próprio negócio viram uma oportunidade quando o local onde antes era uma pequena tasca foi colocado à venda aproveitaram e mantiveram o nome. Evaristo conta-nos que “tudo começou com a ajuda e apoio da esposa, da mãe e da sogra. As receitas eram da família e apesar de irmos melhorando ao longo dos anos, estas são fiéis à receita original.”

Num futuro próximo? Sempre a inovar e a querer mostrar que se pode continuar a crescer, em 2016 vai abrir a Academia de Formação de Cozinheiros. Com pilares assentes nos triunfos do passado mas com projectos para o futuro irão de certeza continuar a festejar mais anos… O espaço para mais fotografias? Esse terão do inventar.

LER REPORTAGEM COMPLETA

1. Porque surgiu o interesse em abrir um restaurante próprio?
Evaristo: Eu já trabalhava na restauração e achei que com a experiência que tinha adquirido poderia trazer algo de novo. Quando abrimos não tínhamos muito dinheiro, o restaurante era só este primeiro piso e tínhamos 18 lugares. Depois em 1986 fizemos a primeira transformação, em 1996 a segunda e em 2006 a terceira, hoje em dia o Solar dos Presuntos tem três pisos!

2. Porquê este local?
Evaristo: Somos desta zona de Lisboa, vivia e trabalhava por aqui por isso vi a oportunidade e acabou naturalmente por acontecer.

3. Quem não conhece o espaço o que pode esperar?
Pedro: Irá ficar surpreendido, temos uma envolvência e uma dinâmica distinta.

4. Hoje em dia são quantos colaboradores?
Pedro: Neste momento são 36, o máximo que tivemos nestes 42 anos.

5. Tantas fotografias nas paredes. São milhares… Porquê esta decoração?
Evaristo: Tudo começou com uma brincadeira. Depois com o tempo acabou por se tornar um hábito tirarmos uma fotografia com os clientes e começar a emoldurar. Esta é a nossa história. Porque não destacá-la? Nunca tínhamos visto nenhum restaurante onde isto se fizesse e achámos que seria distintivo.

6. E os clientes, quem são eles?
Pedro: Temos portugueses e estrangeiros… Há pessoas que vêm cá todos os dias, há outros que vêm todas as semanas. É muito interessante e gratificante ver que as pessoas voltam sempre porque gostaram daquilo que somos e daquilo que fazemos.

7. Vocês fazem uma aposta enorme na variedade. Um dos principais exemplos é o facto de terem mais de 450 vinhos diferentes prontos a serem servidos…
Pedro: Sim é verdade. E o mais engraçado é que fomos os primeiros em Portugal a ter uma lista de vinhos em formato digital. Era muito complicado ter todas as referências numa carta física, os anos, os nomes, as marcas estavam sempre a mudar. Não era lógico nem de fácil actualização. Arriscámos e correu muito bem. Ao princípio as pessoas ficaram um pouco reticentes mas depois perceberam que era muito mais simples para todos.

8. Como é ter nome no mercado e ter de encarar as expectativas do público?
Pedro: É uma responsabilidade muito grande, é desafiante e entusiasmante ao mesmo tempo. Estamos constantemente a ser avaliados pelas dezenas de pessoas que servimos.

9. Qual é o vosso conceito de sucesso?
Evaristo e Pedro: Qualidade, humildade e sacrifício.

10. Como poderíamos descrever o Solar dos Presuntos numa frase?
Evaristo e Pedro: Quem entra nesta casa entra na sua casa.

www.solardospresuntos.com
www.facebook.com/solardospresuntos